Os benefícios do

BNM profundo

para as cirurgias

videolaparoscópicas

Autor: Equipe Portal Anestesia

A indução do bloqueio neuromuscular profundo permite diminuir a pressão de insuflação abdominal, sem alterar as dimensões do campo cirúrgico durante as videolaparoscopias.

Na prática, isso significa que um bloqueador neuromuscular é utilizado para relaxar a musculatura e criar um espaço intra-abdominal satisfatório.

Quanto mais relaxada estiver a musculatura, menor será a pressão de gás necessária para se obter as dimensões de campo cirúrgico desejadas. Com isso, as repercussões cardiorrespiratórias do pneumoperitônio são minimizadas. Esse quadro é denominado bloqueio neuromuscular profundo.

No entanto, em muitos casos, induz-se o bloqueio neuromuscular moderado, sendo que este oferece um menor relaxamento muscular e requer uma maior pressão de insuflação abdominal. Consequentemente, observam-se repercussões cardiorrespiratórias e incidência de efeitos adversos no perioperatório maiores.

Estudos demonstraram que, comparativamente, o bloqueio profundo não só oferece boas condições cirúrgicas, como também reduz os escores nas escalas de dor, e as náuseas e os vômitos no pós-operatório.

Para atingi-lo, porém, é preciso administrar doses adequadas de um bloqueador neuromuscular, e a sua indução significa que mais tempo será necessário para revertê-lo e retomar a função respiratória adequada do paciente para a extubação.

Nesse caso, como alcançar as condições cirúrgicas adequadas, minimizar a ocorrência dos efeitos adversos do pneumoperitônio e promover a rápida recuperação do paciente?

Através do uso do rocurônio como bloqueador neuromuscular e de uma adequada monitorização é possível induzir relaxamento muscular profundo, obter condições cirúrgicas adequadas e evitar que efeitos deletérios ao paciente ocorram.

Para reverter um bloqueio neuromuscular profundo rapidamente é necessário administrar um antagonista específico, que no caso do rocurônio é o sugamadex.

O sugamadex é capaz de encapsular a molécula do rocurônio, formando complexos sem atividade. Dessa forma, é possível induzir um bloqueio profundo e revertê-lo com segurança, minimizando a ocorrência de efeitos hemodinâmicos e respiratórios associados ao pneumoperitônio.

Logo, podemos concluir que o bloqueio neuromuscular profundo induzido pelo rocurônio oferece adequadas dimensões de campo cirúrgico, reduz a ocorrência de efeitos adversos cardiorrespiratórios, dor, náuseas e vômitos, e, consequentemente, acelera a alta do paciente, mediante uma reversão com perfil de segurança e eficácia com o sugamadex.

Logo Portal Anestesia

Ligue para nós

(11) 4902-3252

(11) 99843-8977

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco
  • Spotify - Círculo Branco

© 2019 MedMkt Treinamento